Assunto: a vacina contra o Coronavírus

Assunto: a vacina contra o Coronavírus

Por causa de tantas perguntas respeito à vacina aqui tudo que você precisa saber:

 

Corona-vírus

1. Sim, recomendo esta vacina para cada um de vocês.
Como médico já recebi quatro doses. A vacina está recomendada para pessoas a partir de 12 anos.
Crianças costumam passar com poucos sintomas pela Covid-19. Isolamentos são não indicados.

2. As vacinas foram agora aplicadas no mundo todo.
Conhecemos um número imenso de vacinados. Em geral houve poucos efeitos colaterais: durante pouco tempo dor local no lugar da aplicação, também dor de cabeça, fraqueza, fadiga. Estes são os sinais normais que seu sistema de defesa está ativado.
Muito raramente houve em pessoas sensíveis reações alérgicas mais graves, que foram bem tratáveis com o tratamento padrão. Para pessoas com alergias conhecidas recomenda-se receber a vacina, mas ficar depois em observação no local durante 30 minutos.

Meses e anos após as primeiras vacinas sabemos agora que os “spikes” do vírus tem um efeito tóxico. Algumas poucas pessoas com um sistema imunitária incomum desenvolveram assim uma doença tipo Covid-19, provocada pela vacina, ou um síndrome pós-Covid, em geral típico para pessoas não vacinadas.

3. Não, a vacina não modifica os genes da pessoa vacinada.
Segundo os dados científicos ela é segura para a absoluta maioria de pessoas. Em circunstâncias muito excepcionais sentem pessoas vacinadas desconfortos inusitados e precisam tratamento especial.
Esta vacina contém mRNA (não DNA) como a grande maioria dos vírus que causam resfriados. Em cada resfriado que você já passou, introduzia o vírus sua própria mRNA para poder-se reproduzir, sem modificação alguma dos seus genes.
Só que você nunca tinha pensado nisso.

É tão ruim andar com máscara? Usar uma máscara pode proteger os próximos

4. Os resultados completos do estudo sobre esta vacina são publicados no “New England Journal of Medicine” (NEJM) e acessíveis para o público.
Basta no Google colocar “NEJM” e “Corona” e ler o estudo em Inglês. Ou mandar traduzir pelo tradutor Google (Google translate).

5. Depois de ser vacinado sou ainda infeccioso?
Sim. Mas como pessoa vacinada você está protegida com maior probabilidade contra uma doença grave ou a morte pela Covid-19, a infecção com o Coronavírus.

6. Preciso pagar esta vacina?
A vacina está grátis para você. É dizer, o estado compra e paga a vacina para você.

7. Quanto tempo você será protegido, ainda não sabemos com certeza.
Após três ou quatro vacinas você deve ter desenvolvido uma resposta imunitária robusta. Isto deve bastar para pessoas saudáveis, mesmo tomando em conta que o vírus está se modificando constantemente.

Pessoas coma defesa debilitada por alguma razão são aconselhadas de se vacinar novamente uma vez/ano – de preferência junto com a vacina contra gripe/influenza, pois a resposta imunitária à vacina pode ser fraca.
Influenza e Covid-19 são doenças que provocam muita inflamação no corpo. Este aumento da inflamação pode ser nocivo para o indivíduo. A vacina aumenta a chance de passar este período sem notar algum desconforto.

8. Mas aí colocam um chip….   NÃO!

9. E Bill Gates…..   NÃO!

10. Mas você é pago pela indústria farmacêutica, doutor…..   NÃO!
Nós médicos já estamos contentes quando o SUS ou os planos de saúde mandam o dinheiro para seu tratamento.

 

Mais perguntas? Fale com a gente.

 

(Esta informação para pacientes é publicada pelo colega alemão Dr. med. Christian Kröner de Neu-Ulm)

 

Quero ainda acrescentar, que mRNA não é nada vivo. Mediante a mRNA o corpo humano não será capaz de construir partículas infecciosas ou um vírus completo. A vacina provoca uma passageira produção (!) de certas proteínas das “antenas” do vírus.  Estas proteínas são reconhecidas como “estranhas” pelo organismo humano que não permite nada estranho dentro de si (por isto é tão difícil encontrar materiais adequados p.ex. para implantes cirúrgicos). Assim as proteínas estranhas provocarão a produção de anticorpos específicos contra elas. Caso que depois um vírus infecte o organismo, os anticorpos contra as “antenas” do vírus agridem elas e impedem assim a agregação e incorporação do vírus na célula.

Pessoas com câncer devem-se vacinar. Também em pessoas com enfraquecimento da autodefesa por doença ou certos medicamentos imunossupressores espera-se certa diminuição de eficácia da vacina, aliás, uma resposta imunitária mais fraca.

 

 

Ajude seus amigos a ficar informados também

Artigos relacionados